Câmara passa a investigar

guerra Dolly x Coca-Cola

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara Federal aprovou por unanimidade, dia 31 último, a convocação de Audiência Pública para apurar as denúncias de sonegação fiscal e outras irregularidades apresentadas pela Dolly Refrigerantes contra o Sistema Coca-Cola no Brasil.

O requerimento aprovado, de autoria do deputado federal Almir Moura (PL/RJ), resultará em depoimentos de mais de 30 pessoas, entre autoridades e executivos de todo o País. A Comissão é presidida pelo deputado federal José Priante (PMDB/PA).

Depoimentos previstos

Serão chamados, entre as autoridades federais: João Grandino Rodas, presidente do CADE, Conselho Administrativo de Defesa Econômica; Daniel Goldberg, secretário de Direito Econômico, SDE; Jorge Antonio Deher Rachid, secretário da Receita Federal; Flávia Kkrobot Barbosa, superintendente da Suframa/MA.

Pela Coca-Cola Indústria: Brian Smith, presidente da Coca-Cola Brasil; Jack Corrêa, diretor de relações governamentais; Daniel de Carvalho Mendonça, gerente de relações governamentais Coca-Cola; Rodrigo Winter Caracas, diretor jurídico; Rômulo Camargo, diretor financeiro; Fábio Claro Figueira de Melo, lobista; Jorge Danti Giganti, ex-presidente; Hugo Carletti, prestador de serviços; Paulo Leonnhardt, ex-diretor.

Pela Spal/FEMSA: Jorge Martin Torrez Perez, diretor; Luís Eduardo Capistrano do Amaral, ex-diretor; Marco Aurélio Eboli, diretor Jurídico; Paulo José Sacchi, ex-presidente; Oswaldo Orsolin, ex-presidente; Marcelo Proença Gouvêa, funcionário (Caso Pepsi); Antônio César dos

Santos Azambuja, ex-gerente (Caso Pepsi).

Pela Recofarma: Maristela Ferreira Marques gerente de Assuntos Governamentais; Ricardo Vontobel, presidente dos Engarrafadores da Coca Cola.

Pela Cervejaria Kaiser: Rogério Felipe, diretor Jurídico; Humberto Pandolpho Jr., ex-presidente; Robert Coallier, presidente; André Rodrigues, diretor.

Ainda entre os futuros depoentes, encontram-se Luigi Geronimi, diretor da Lorenpet Ind. e Com. de Plásticos Ltda.; Augusto Parada, diretor da Norsa Refrigerantes Ltda. (Região Nordeste); Carlos Longman, presidente da Rio de Janeiro Refrescos; e Laerte Codonho, dono da marca Dolly e principal denunciante.

"Indícios de irregularidades"

Ao justificar seu requerimento, o deputado Almir Moura ressaltou que "foram divulgadas por meio da imprensa indícios de irregularidades em face das legislações de proteção à concorrência e tributária envolvendo empresas do Sistema Coca-Cola Indústria Ltda".

Dia 1.º, começaram a ser expedidos convites para os depoentes arrolados.

O Sistema Coca-Cola inclui a Coca Cola Indústrias Ltda (Coca-Cola do Brasil), Recofarma (produtora de concentrado em Manaus/AM), engarrafadora Spal/Panamco (hoje Femsa) e outras engarrafadoras, como a do Nordeste (Norsa) e do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro Refrescos). O grupo abrange também a cervejaria Kaiser.

Dia 13, às 14 horas, serão ouvidos Brian Smith, Laerte Codonho, João Grandino Rodas e Daniel Goldberg. No dia 15, mesmo horário, André Rodrigues, Marcelo Proença Gouvêa, Daniel de Carvalho Mendonça e Rômulo Camargo.

Mensagem para O JORNAL

Volta à 1.ª página