FEARAB-América repudia

terror; o CONSCRE elege

Rezkalla como presidente

A Federação de Entidades Americano-Árabes (FEARAB – América) enviou carta ao rei Juan Carlos, da Espanha, dia 18 último, para manifestar seu repúdio aos atentados simultâneos, que mataram 200 pessoas e feriram 1.500 em Madri.

Rezkalla Tuma, líder da FEARAB, forneceu cópia do documento a O JORNAL, ressaltando que "terrorismo é abominável em qualquer instância, por atingir inocentes." Disse ainda que a carta "traduz todo o sentimento de nossa comunidade americano árabe."

Rezkalla foi designado dia 31 de março pelo presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo, deputado Sidney Beraldo, para presidir o Conselho Estadual Parlamentar de Comunidades de Raízes e Culturas Estrangeiras – CONSCRE, "à vista do resultado das eleições realizadas no âmbito daquele órgão", conforme publicação no Diário Oficial. Ocupará a Presidência do Conselho durante o biênio 2004/2005.

Solidariedade e repúdio

Eis o que diz a carta remetida pela FEARAB ao rei Juan Carlos:

"Buenos Aires, 12 de março de 2004.

"De nossa maior consideração e respeito:

"Apresentamo-lhe as expressões de solidariedade com o nobre povo espanhol, nestas horas de profunda dor.

"Ao mesmo tempo, expressamos nossa mais firme

condenação ao inqualificável ato terrorista, conscientes de que não existem causas nem distantes nem próximas que possam justificar tão tremendo ataque, perpetrado não só contra o povo espanhol, mas também contra a humanidade civilizada.

"Como representantes dos descendentes de árabeas que chegaram à América Ibérica, sentimo-nos dupla e profundamente tocados em nossos sentimentos íntimos, porque múltiplos são os vínculos que relacionam os países da América e os países árabes com a Espanha, vínculos que remontam a antigas épocas de uma história comum."

O documento está assinado por José Nain Campos, Secretário Geral, e Horácio Munir Haddad, Presidente da FEARAB – América.

Mensagem para O JORNAL

Volta à 1.ª página