Terceiro Setor cresce e já dá 1,3 milhões de empregos

Recentes pesquisas mostram que o Terceiro Setor  representa hoje 1,5 % do PIB e emprega 1,3 milhões de pessoas no Brasil. A informação é do diretor do Instituto Brasileiro do Terceiro Setor – IBTS, Hélio de Carvalho Matos, ex-Secretário Executivo do CNAS – Conselho Nacional da Assistência Social.

Segundo ele, há "260 mil entidades não-governamentais (ONGs), regularmente registradas e legalizadas perante o ordenamento jurídico do País". Elas desenvolvem "múltiplas e diversificadas atividades nas áreas da educação, saúde, assistência social, defesa dos direitos humanos, do meio ambiente, das minorias étnicas e fortalecimento institucional da sociedade civil."

Matos ressalta: "considerando que, em média, este setor nos países desenvolvidos representa

5 % do PIB, podemos vislumbrar para o Brasil, em futuro próximo, extraordinárias oportunidades de crescimento de novas ONGs, ampliação dos investimentos sociais por parte das empresas e uma intensa mobilização de milhões de pessoas voluntárias, na guerra pelo desenvolvimento social."

Com vistas a esse fato, surgiu o Cadastro Nacional das ONGs, organização particular dirigida por Matos, que objetiva fazer que "as entidades sejam facilmente conhecidas, de modo a, inclusive, ampliar as oportunidades de conquistar recursos financeiros para viabilizar novos projetos." Para conhecer seu funcionamento, basta acessar o site do Cadastro, onde há informações também sobre o Terceiro Setor, consultoria jurídica, oportunidades de empregos e sinopse dos jornais do dia, entre outras.

Mensagem para O JORNAL

Volta à 1.ª página